Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ouvi Sentir o Amor

Amigos: Este é um local de partilha em busca do auto-conhecimento! Através de uma viagem ao mundo interior iremos encontrar recursos que melhorem os desconfortos emocionais. Sinto que tudo vai melhorar! Abraço, Isa Pedrosa

Ouvi Sentir o Amor

Amigos: Este é um local de partilha em busca do auto-conhecimento! Através de uma viagem ao mundo interior iremos encontrar recursos que melhorem os desconfortos emocionais. Sinto que tudo vai melhorar! Abraço, Isa Pedrosa

03.02.18

Um esforço para a cura


Isa Pedrosa

 

 

 

IMG_20180121_084301.jpg

 Os conflitos entre a família, como por exemplo entre irmãos são muito comuns. Estes devem-se sempre a uma causa: Pais que estão sempre a fazer comparações entre os irmãos causam conflito na convivência entre os filhos. Os conflitos podem também dever-se a vivências passadas. Não é por acaso que sogras não se dão com as noras ou até com uma filha. 

Quando nascemos, trazemos um registo de outras vivências que tivemos. Por sua vez, a natureza organiza as famílias de forma a tratarem conflitos anteriores que ficaram registados no espírito de cada um. Basta que alguém traga consigo registos de inveja, desamor, igoismo, complexos de inferioridade ou superioridade o indivíduo fecha-se nessa rebeldia sendo então o mau da fita ou a ovelha negra da família. 

Quando nascemos, voltamos à escola da vida. Por isso é que se diz que estamos sempre a aprender com a vida. Nesta escola que é a vida que agora estamos a viver, há regras.

Eu pessoalmente, confio nas palavras de Jesus. Não foi por acaso que Jesus veio à terra trazer tanta moralidade como:

"Amai-vos uns aos outros"

"Perdoai-vos uns aos outros..."

"Orai e vigiai" ... tantas regras que Jesus trouxe e sem medo pregou pelas ruas. Ainda hoje se ouve falar nos mandamentos de Jesus e já passou tanto tempo...! ainda se fala nisto

Muito importante os pais estarem muito atentos ao comportamento dos seus filhos logo desde o berço. 

Muito importante cada um fazer uma avaliação sobre o que acabou de dizer ou pensar. Sempre comparando com os ensinamentos de Jesus. Um exercício muito eficaz é pensar: Será que Jesus faria assim? Será que Jesus pensaria com estou a pensar? Será que Jesus gosta do que eu acabei de fazer? Nós agimos constantemente por impluso. No entanto temos de pensar antes de agir. Somos seres consciêntes, ou somos seres inconsciêntes? 

Nesta aprendizagem e esforço para sermos um ser melhor, temos que pensar no nosso EU. Examine o seu próprio EU, examine como se sente numa conduta referente ao próximo. Seja sincero e examine se ficou contente por ver o outro mal. Como faria Jesus?

Quando fazemos o mal e nos sentimos bem, no íntimo, sabemos que está errado o que fizemos. Se fizer um exame consciênte pós cada comportamento, voçê próprio começará a sentir-se mal com o seu procedimento. E começará a afastar-se desse registo.E começará a ver a sua vida a correr melhor. Saiba que a natureza cobra todo o mal que fazemos ou pensamos. Ninguém pode fugir a isto, ganhamos sempre o que merecemos.

Por isso vigie, vigie a sua família e ame. Ame muito.

Tudo começa por si e no seio famíliar. Você é uma célula da Paz para o Mundo. 

Abraço